Maracuja

Venda de mudas de maracuja , produção de mudas, mudas para reflorestamento: jeriva, mudas de palmeira imperial, mudas de palmeiras triangular, mudas de coqueiro, mudas de coqueiro anão, mudas de palmeiras leque, mudas de palmeira fenix, mudas de arvores nativas, mudas de jabuticaba, mudas de jabuticabeira, mudas de arvores nativas, mudas florestais, mudas frutiferas.

ARVORE DE FRUTAS MARACUJA
MUDAS DE MARACUJA

 

Maracujá (Passiflora alata; passiflora edulis; passiflora encarnata)

A passiflora é a substância responsável pela fama (justificadíssima) calmante do maracujá. Além de ser fonte de vitamina C, cálcio e fósforo. Natural do Brasil e do Peru, ele tem quase duzentas variedades, a maioria delas, ótimas para sucos, musses, bolos. As frutas são encontradas na variedade doce e azeda, as doces são muito apreciadas, em especial para consumo imediato.

Nome científico: Passiflora edulis f. Flavicarpa (maracujá amarelo) e Passiflora eulis (maracujá roxo)

Família: Passifloráceas

Nome comum: maracujá amarelo, maracujá roxo, maracujá

maracujá__________________________________Créditos da foto: Cátia Simone 


Origem: Brasil

Descrição e característica da planta: o maracujazeiro é uma planta de clima quente e não tolera geada. Ela tem rápido crescimento, os ramos são finos e flexíveis no início e depois se tornam mais grossos e firmes. Na parte nova dos ramos, formam-se as gavinhas, que se enrolam em qualquer ponto de apoio para se fixar. O maracujá amarelo é o mais cultivado, devido ao maior rendimento em suco e em produtividade. A exploração é feita durante dois a três anos e depois toda a plantação é eliminada, por motivo econômico. Recomenda-se plantar mais de uma muda, porque no maracujazeiro, embora numa mesma flor tenha os dois sexos, ocorre a incompatibilidade ao pólen da mesma planta. A propagação é por sementes. Deve-se fazer a semeadura logo após a sua extração e a germinação ocorre entre 2 a 4 semanas depois.

Produção e produtividade: os maiores produtores mundiais de maracujá amarelo são: Brasil, Colômbia, Peru e Equador, enquanto que os países africanos (Quênia, Zimbábue, África do Sul e Burundi) são grandes produtores de frutos de cor roxa. O Brasil é o maior produtor mundial, com destaque aos estados do Pará, Bahia, São Paulo, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Sergipe na produção brasileira. A produtividade média brasileira é estimada em torno de 10 toneladas de frutos por hectare, mas em lavouras bem cuidadas pode atingir 45 toneladas. O Brasil exporta frutos frescos e suco concentrado para vários países, embora em quantidades pouco expressivas.

Plantio do maracujá 
O espaçamento a ser usado:
.......................................................  2,5 X  4,0 metros.

Utilidade: o aproveitamento do maracujá pode ser ao natural ou industrializado na forma de suco, sorvete, néctar, geléia, suco em pó, licor e vinho.


O maracujá, fruto do maracujazeiro, é uma planta trepadeira da família das Passifloráceas, originária da América Tropical e muito conhecida em todo o Brasil, tanto pela fruta como pela flor, também chamada de flor-da-paixão. Suas folhas e suas raízes, como a de quase todas as plantas da família, contêm uma substância semelhante à morfina, a passiflorina, empregada como calmante. A casca da fruta é grossa e pode ser amarela ou vermelha. A polpa, parte comestível do maracujá, é formada por sementes pretas cobertas de uma substância amarela e translúcida, ligeiramente ácida e de aroma acentuado, sendo consumida ao natural ou em sucos, sorvetes e doces. O suco do maracujá pode ser consumido como refresco ou ser empregado no preparo de pudins, sorvetes, geléias, compotas, licores, e, claro, na famosa e tradicional batida de maracujá.

O maracujá, famoso por seu ativo calmante, é rico em vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, ferro e fósforo. Quando ingerido, dá ao organismo betacaroteno, que é transformado em vitaminas A, C, B2 e B3. Além disso, também contém uma substância chamada passiflorina ou maracujina, que tem propriedades sedativas, mas não é prejudicial a saúde pois não causa dependência. 

O melhor maracujá para o consumo é aquele que tem a casca lisa e firme, brilhante e de cor amarelo-clara. Não deve ter furos provocados por insetos nem rachaduras ou machucados. A fruta está madura se, ao se pressionar o extremo oposto ao cabo, ele cede à pressão dos dedos, mas sem que se rompa a casca. A casca muito enrugada e a cor amarelo-escura indicam que o maracujá já está bem maduro; neste caso, em geral, ele tem mais polpa do que quando sua casca ainda está lisa.

Como a casca do maracujá é grossa, a polpa fica bem protegida, podendo conservar-se durante vários dias na geladeira ou fora dela, desde que o ambiente seja fresco e seco. Quando a fruta está amadurecendo ou já está madura, convém guardar na gaveta da geladeira, longe do congelador. O suco pode ser guardado por várias dias se engarrafado em recipiente de vidro bem fechado. Não coloque em vasilhame de plástico ou de outro material que não seja vidro, pois eles alteram o sabor do maracujá.

Para consumir o maracujá ao natural, basta cortar ao meio e retirar a polpa com uma colher. Depois, acrescenta-se açúcar e come-se sem mastigar as sementes. Para fazer suco, bata a polpa com um garfo, de forma que as sementes se separem da substância translúcida. Depois, passe por uma peneira. Outra forma de obter o suco é bater a polpa no liquidificador, ligando e desligando o aparelho várias vezes para que as sementes não sejam trituradas. Depois, passe por uma peneira e acrescente água e açúcar.

O suco do maracujá oferece ao organismo que o ingere, entre outras coisas, boa quantidade de vitaminas, especialmente A e C, além de sais minerais, como cálcio, ferro e fósforo, e fibras. Cada 100 ml de suco contém, em média, 53 cal, variando conforme a espécie utilizada.

Existem muitas espécies de maracujá, que variam de tamanho e cor. Entre as mais conhecidas encontram-se:
- maracujá-mirim
- maracujá-melão
- maracujá-do-igapó
- maracujá-guaçu e
- maracujá-comprido 

Partes utilizadas: Folha, fruto, semente.

Propriedades medicinais do maracujá
O maracujazeiro é uma planta trepadeira da família das Passifloráceas, de que há diversas espécies.
Possui as substâncias maracujina, passiflorina e a calmofilase que ajudam nos tratamentos de doenças nervosas, insônias e tosses de origem nervosa.

Ajuda a tratar de: Ansiedade, depressão (inclusive por uso de álcool), epilepsia, erisipela, hemorróidas, histeria, inflamações na pele, insônia, neurastenia, perturbações da menopausa, pressão alta, reumatismo, tensão nervosa.

Utilidades Medicinais
Adstringente
 - Decocto das folhas do maracujá com folhas de louro
Calmante- Proceder como indicado em insônia.
Diarréia - Chá das Folhas de sururuca.
Estresse - Proceder como indicado em calmante.
Gota - Tomar banhos quentes com o decocto das folhas do maracujá-da-bahia ou maracujá-cheiroso.
Histeria - Tomar várias vezes ao dia o refresco de maracujá, adoçado com mel.
Insônia - Tomar o suco do maracujá ao natural, adoçado com mel. Bater a polpa do maracujá ( sem retirar as sementes ) com água e mel, e coar.
Verminoses - Triturar as sementes do maracujá-da bahia ou do maracujá-pintado, misturar com mel, e tomar uma colher de sopa em jejum.

O uso medicinal do maracujá, talvez uma das plantas medicinais mais conhecidas do Brasil, baseia-se nas propriedades calmantes da passiflorina (ou maracujina), um sedativo natural encontrado nos frutos e folhas. A Farmacopéia Brasileira inclui o maracujá em suas monografias, indicando as folhas como parte usada. Várias são as especialidades do comércio farmacêutico brasileiro que apresentam o extrato de passiflora como um dos componentes em suas fórmulas. Além disso,  uso de infusos (chás) é amplamente difundido por suas propriedades depurativas, sedativas e antiinflamatórias. Suas sementes também atuam como vermífugos.
Recentemente, a farinha de maracujá foi desenvolvida a partir de uma pesquisa com a casca do maracujá, feita pela Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Desde então ficou provado seus efeitos benéficos na diminuição do nível de colesterol, no bom funcionamento do sistema gastro-intestinal e, até mesmo, no tratamento da diabetes.

Receitas com maracujá 


Fontes: http://globoruraltv.globo.com/GRural/0,27062,LTP0-4373,00.html às 12:07 de 19 de abril de 2008.
http://www.geocities.com/atine50/frutas/frutas.htm, às 00:57h; de 27 de janeiro de 2008.
Essencial - Um guia prático para cuidar da saúde, Editora Nova Cultural Ltda, São Paulo, 2001.www.todafruta.com.br Data Edição: 07/07/04  
Curso Básico de Fruticultura - Engº. Agroº. Marco Moro - Escritório Regional da EMATER - Pelotas/RS -  2006.  

Bibliografia: 
As Frutas na Medicina Natural
Alfons Balbach
Daniel S. F. Boarim
Edição Vida Plena
(XX11) 464-3888 - Itaquaquecetuba - SP.

 


 


Mande um e-mail: florestamudas@gmail.com
Fone: (014) 3441-3501 - (011) 3042-7491